caixa

O fluxo de caixa é uma etapa muito importante para qualquer empresa, afinal, significa a entrada e saída de dinheiro do negócio. Através de um bom controle dessa operação, o empreendedor tem a real noção dos ganhos e gastos de seu negócio e, assim, pode tomar ações que melhorem a saúde financeira e façam o empreendimento crescer. Se não houver um bom controle sobre as quantias que entram e saem da empresa, a chance dela fracassar é grande.

Faça uma boa avaliação

É necessário ser crítico em relação às vendas e gastos da sua empresa para conduzir o fluxo de caixa de uma forma que gere lucro, e não gasto. Assim, avalie muito bem sobre a capacidade de venda e de estoque, além de ter uma boa noção sobre quais são seus reais volumes de negócio.

Ao fazer a avaliação das operações financeiras da empresa, você poderá ter condições de tomar medidas quem visem garantir o retorno financeiro, seja uma queima de estoque, a revisão de contratos, etc. Avalie bem todas as movimentações para, assim, saber a quantas anda seu fluxo de caixa.

Planejamento em curto, médio e longo prazo

Ter conhecimento sobre seu fluxo de caixa lhe dá a chance de fazer projeções para os próximos meses. Essa projeção deve ser de, ao menos, 3 meses, para assim tomar medidas que antecipem possíveis problemas causados, por exemplo, por um desaquecimento da economia ou quaisquer outros imprevistos. De acordo com as informações vindas do fluxo de caixa, você pode, e deve, fazer estimativas em curto, médio e longo prazo.

Bom controle do estoque

O estoque é uma parte muito importante da empresa, que investiu capital e pretende fazer essa mercadoria gerar lucro e fazer o negócio prosperar. Por isso, esse estoque deve ser muito bem gerenciado para evitar perdas.

Saiba exatamente qual a situação do seu estoque, tendo conhecimento sobre quantidades, valores, clientes e possibilidades de venda. O bom é nunca ter produtos demais nem de menos estocados, para que eles não se acumulem e acabem encalhando, gerando gastos para armazenamento ou até perda de prazos de validade, nem devem estar em quantidade tão limitada que acabe logo e não esteja mais disponível para venda, o que pode frustrar muitos clientes.

Controle e boas ferramentas

Um bom fluxo de caixa passa por um bom controle das entradas e saídas financeiras da empresa. Por isso, o empreendedor não pode abrir mão de boas ferramentas que tornem essa tarefa mais segura, rápida e prática.

As novas tecnologias propiciaram avanços também ao empreendedor, que agora pode contar com bons sistemas de gestão que facilitem os registros financeiros. Um sistema online, que tenha integração com outras atividades da empresa, vão fazer com que o fluxo de caixa seja melhor mapeado. Assim, você terá condições de saber quais os valores que a empresa tem gasto e quais ela ganha, e assim verá quais as mudanças necessárias para deixar a parte financeira em dia.

Registro dos dados contábeis

Não adianta ter boas ferramentas de controle se não existe um bom uso dela. Isso significa que você deve aproveitar todas as ferramentas oferecidas pelo sistema escolhido para controlar o fluxo de caixa.

É importante registrar tudo e utilizar informações desses dados para criar categorias, assim prioridades poderão ser estipuladas e prazos não serão perdidos. Ou seja, registre valores, datas de operação, quantidades e outras informações, básicas ou adicionais, de todas as movimentações financeiras, tanto por parte de clientes, como as vendas, quanto por parte da empresa, como por exemplo o pagamento de contas e outras despesas. Ao ter esses dados, você pode categorizar e providenciar soluções para todos os casos.

Hoje 2

Ontem 10

Esta Semana 32

Este mês 128

Sempre 15854

Kubik-Rubik Joomla! Extensions

Flag Counter